terça-feira, 31 de julho de 2012

Vídeo erótico causa a demissão de Karina Bolaños

A vice-ministra da Juventude de Costa Rica, Karina Bolaños, foi demitida pela difusão de um vídeo pessoal que caiu na internet e se propagou rapidamente.
Ela não estava matando e nem roubando. Simplesmente fazia uma declaração apaixonada para o amante e declarava que sentia saudades dele. Não dura nem um minuto e não há nada tão erótico e muito menos pornográfico, como foi rotulado em vários veículos de comunicação.

video

A presidente Laura Chinchilla assinou o decreto de demissão da funcionária para acalmar os falsos moralistas. No mundo há bilhões. E na América Latina, ainda mais. Resultado de séculos de fé católica.
Não há ainda informação de como o material foi parar nas redes sociais. O que se sabe é que o marido da funcionária, o deputado Victor Hugo Víquez, estará afastado do trabalho por três dias, devido a uma subida de açucar no sangue.

                  Karina esperava mais apoio da presidente

Karina Bolaños declarou que o vídeo foi gravado em 2007, quando estava separada do marido. E que ele foi roubado do seu computador por um hacker que a esteve chantageando durante quase um ano. Informa também que se arrepende de não ter comentado nada com o esposo e nem com a família, que irá tomar as devidas medidas judiciais e que aconselha a todas as pessoas que são vítimas de tentativas de extorsão, devam procurar a justiça. Lamenta profundamente a decisão da presidente e disse que contava com o apoio dela.
Esse incidente, segundo a imprensa do país, chega em um momento onde a popularidade de Laura Chinchilla vem caindo nos últimos meses e isso pode prejudicar ainda mais a imagem do governo.

Um comentário:

El Poro_CR disse...

Que vergonha da presidenta do meu pais! O marido dela foi pego dirigindo sem a carteira de motorista, que já estava vencida hà 2 anos e tem vários casos de corrupção dos ministros e outros funcionários do governo e ela sai para falar em defesa deles na tv. Que falsa moral!!!